Curso Mulheres Rumo ao Poder - Aula 2

As mulheres e a exclusão política
Professora: Maíra Kubík Mano (UFBA)


O curso “Mulheres rumo ao poder” é uma formação remota, aberta e gratuita, voltada para mulheres candidatas nas próximas eleições. Seu objetivo é potencializar a atuação de mulheres como líderes políticas no Brasil, possibilitando a oferta compartilhada de recursos e instrumentais teóricos para a construção de uma trajetória na política formal. Iniciativa é parceria entre ANPOCS, ABCP, FIOCRUZ Minas Gerais, NEPEM (Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher)/UFMG e GIRA (Grupo de Estudos Feministas em Política e Educação)/UFBA.

>> Lembramos que o acesso ao curso Mulheres Rumo ao Poder é aberto, livre e gratuito.
Convidamos todas a preencherem o formulário de perfil disponível aqui.
Ao fornecer seus dados e algumas informações, você pode ter acesso a conteúdos exclusivos e participar de uma comunidade de troca de informações.

AULA 2 - As mulheres e a exclusão política

Professora: Maíra Kubík Mano (UFBA)
maira

Mini bio da professora
Maíra Kubík Mano é jornalista, Doutora em Ciências Sociais pela Unicamp e docente do Departamento de Estudos de Gênero e Feminismo da UFBA. 
É pesquisadora do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher (NEIM/UFBA).
 

Lattes da professora: http://lattes.cnpq.br/1813924929238494

Ementa da aula
Os persistentes baixos índices de representação das mulheres ao longo do século XX e início do século XXI fazem com que se coloquem dois grupos de questões simultâneas. O primeiro diz respeito objetivamente às dificuldades para eleição, sobre o qual há extensa bibliografia nacional e internacional. Ainda sem solução prática, a despeito da lei de cotas e das reformas políticas, o problema tem sido objeto de diversas investigações científicas que alertam para sua intrincada complexidade. Destacam-se, entre outras, as pesquisas de Clara Araújo, José Eustáquio Diniz Alves, Céli Regina Jardim Pinto, Rachel Meneguello, Bruno W. Speck e Teresa Sacchet no Brasil. É frequente que os olhos da Ciência Política feminista se voltem para essa pouca possibilidade de acesso. Encontramos a desigualdade de gênero materializada em uma série de obstáculos tais como a dificuldade das mulheres obterem legenda e financiamento de campanha, a distribuição desigual do fundo partidário e do tempo de propaganda em rádio e televisão e a acumulação das jornadas de trabalho são alguns deles. O segundo grupo de questões é sobre a qualidade dessa representação, ao qual me dedico aqui. Como ocorre a participação das mulheres em um espaço onde elas são tão minoritárias é o ponto de partida de minha reflexão. Tal indagação não é nenhuma novidade e sobre ela há também ampla produção. Como, em um espaço onde são minoritárias, as mulheres exercem sua representação?
 

Vídeo da aula
 

Materiais de apoio desta aula

Acesse o material de apoio em PDF.

Documentos relacionados