mesa redonda
-
11

A participação em debate: um balanço da última década (2003 – 2014)

O objetivo da mesa é realizar um balanço sobre a trajetória da participação social nas democracias contemporâneas e, em especial, no Brasil da última década. As apresentações serão pautadas por três questões que envolvem discussões de ordem teórica e metodológica. A primeira questão refere-se às dinâmicas que levam os cidadãos a se engajarem em práticas participativas, bem como o teor que elas têm assumido  - de confronto, diálogo, ou cooptação. A segunda questão diz respeito aos impactos que estas diferentes dinâmicas têm produzido nas áreas  da política e das políticas públicas. Por fim, a terceira questão trata das diferentes ferramentas e abordagens teórica-metodológicas utilizadas na análise da participação política nas democracias contemporâneas. Esta discussão se justifica uma vez que a participação vem ganhando, cada vez mais, centralidade na agenda de políticos e cientistas sociais. No plano doméstico, o país, depois de mais de uma década de experiências institucionais de participação nos diferentes níveis da federação, assiste a (re)emergência de novos “repertórios de ação”  através de um conjunto de manifestações e práticas não institucionalizada de participação. Tais fatos merecem uma reflexão crítica acerca das possibilidades, limites e formas de explicar a participação neste novo momento político.

quinta-feira, 7 de Agosto de 2014 - 08:30

Coordenadores

Vera Schattan Coelho (CEBRAP - Centro Brasileiro de Análise e Planejamento)

Debatedores

Claudia Feres Faria (UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais)

Expositores

Leonardo Avritzer (UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais)
Rebecca Neaera Abers (UnB - Universidade de Brasília)
Hernan Francisco Gomez Bruera (CIDE)