mesa redonda
-
15

As eleições 2014: democracia e poder político numa perspectiva de gênero

 O tema central do IX Encontro ABCP mostra que a democracia é objeto de debate teórico e palco de reivindicações por mudanças substantivas, normativas e em matéria de procedimentos, sendo que a democracia moderna carrega em si a demanda de participação política e de questionamento constante de suas estruturas sociais e instituições políticas. Estas afirmações são especialmente verdadeiras quando se leva em conta as desigualdades de gênero. Embora o Brasil tenha uma mulher na Presidência da República e o sexo feminino seja maioria da população e do eleitorado, somente 8,6% de mulheres ocupam as cadeiras da Câmara Federal. Na comparação internacional, o Brasil ocupa o 152º lugar no ranking da Inter-Parliamentary Union (IPU), de 01 de dezembro de 2013. A baixa participação feminina na política formal se estende para as Assembléias Legislativas, Câmaras Municipais e para as demais esferas do poder político. Para entender porque as mulheres brasileiras estão tão atrás das demais mulheres da América Latina e do mundo é preciso analisar a estrutura partidária e o sistema eleitoral, buscando entender a dinâmica das relações de gênero na política brasileira.

quinta-feira, 7 de Agosto de 2014 - 08:30

Coordenadores

Maria Luzia Miranda Álvares (UFPA - Universidade Federal do Pará)

Debatedores

Jussara Reis Prá (UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

Expositores

Fabiano Mendes Santos (IESP-UERJ - Instituto de Estudos Sociais e Políticos)
Celi Regina Jardim Pinto (UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul)
Clara Maria de Oliveira Araujo (UERJ - Universidade do Estado do Rio de Janeiro)
Luis Felipe Miguel (UnB - Universidade de Brasília)