mesa redonda
-
06

Eleições de 2014 e o papel das “velhas” e “novas” mídias

Na atualidade, o processo eleitoral brasileiro deve ser compreendido incorporando a análise dos impactos dos meios de comunicação, “velhos” e “novos”, sobre a política e a sociedade. Continua evidente a importância da cobertura que a mídia faz do processo, colocando questões como a adaptação do candidato às regras da comunicação de massa, as estratégias de marketing político nas diversas plataformas e sua influência na decisão de voto do eleitor. O cenário político contemporâneo caracteriza-se, inclusive no Brasil, por um ambiente altamente midiatizado, especialmente no que diz respeito às grandes eleições majoritárias que se avizinham, no nível nacional bem como para os governos dos Estados. Nesse sentido, interessa refletir sobre a capacidade relativa dos diferentes atores comunicacionais – os partidos, governos e seus candidatos, em esforço de campanha; as empresas jornalísticas com suas preferências políticas e dinâmicas profissionais; cidadãos eleitores individuais ou organizados, agora mais visíveis do que nunca graças à exposição pública das redes sociais – de influenciar no curso da narrativa eleitoral. Se compreendermos o ambiente de mídia como fonte geradora de sistemas de representação da realidade, utilizados seja para entender a sociedade, seja para acionar diferentes formas de consciência e de ações, tanto as estratégias dominantes, previsíveis dada a gramática dos meios e o posicionamento dos atores, quanto as reações e debates que podem ser provocados pelas novas arenas e participantes, são foco de discussão relevante para uma ciência política inserida na contemporaneidade.

quarta-feira, 6 de Agosto de 2014 - 08:30

Coordenadores

Vera Chaia (PUC-SP - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo)

Debatedores

Fábio Vasconcellos (ESPM - Escola Superior de Propaganda e Marketing)

Expositores

Alessandra Aldé (UERJ - Universidade do Estado do Rio de Janeiro)
Fernando Azevedo (UFSCar - Universidade Federal de São Carlos)
Luis Felipe Miguel (UnB - Universidade de Brasília)
Wilson Gomes (UFBA - Universidade Federal da Bahia)