sessão de pôster
-
29

Ensino e Pesquisa em Ciência Política e Relações Internacionais

quinta-feira, 7 de Agosto de 2014 - 18:30

Debatedores

Maria Helena Santos (UnB - Universidade de Brasília)

Apresentações

A Produção Acadêmica na Ciência Política Brasileira e a Participação da Mulher

Uma das notórias funções empreendidas por acadêmicos, que transcende aos limites das salas de aula, trata da exposição de suas pesquisas e de suas reflexões por meio de artigos em periódicos. Nos anos recentes, a análise da produção da ciência política ganhou notoriedade entre os pesquisadores da disciplina, principalmente no que se refere aos temas e às orientações metodológicas presentes nas pesquisas realizadas. No entanto, aspectos ligados ao perfil dos autores dos trabalhos publicados ainda permanecem fora das abordagens, sobretudo no que diz respeito ao gênero. Para preencher esta lacuna, este trabalho busca responder as seguintes questões: como a produção da ciência política brasileira está distribuída entre os gêneros? Existe associação entre os temas dos trabalhos, as orientações metodológicas e o gênero dos autores? As respostas a estas questões serão apontadas a partir da análise descritiva dos artigos publicados pelos cientistas políticos brasileiros nas revistas mais bem avaliadas do país – Dados, Novos Estudos, Lua Nova, BPSR, RBCS e Opinião Pública – entre os anos de 1966 e 2013. Através dos 1.037 artigos já analisados, tornou-se possível apresentar um panorama abrangente sobre os tipos de pesquisa empreendidos.

Marcia Rangel Candido
Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC's) para a promoção de Direitos Humanos: o Observatório do Sistema Interamericano de Direitos Humanos (OSIDH)

O desenvolvimento das TICs ocasionou impactos significativos na vida social,nas estruturas do mercado, na forma das relações entre os Estados e a sua população,e também no ensino e na pesquisa.Nesse contexto,este trabalho apresenta os resultados preliminares da IC em Inovação e Tecnologia realizada no Curso de RI-UFU que tem como objetivo o compartilhamento do conhecimento produzido no Observatório do SIDH (Sistema Interamericano de Direitos Humanos),sendo esta pesquisa parte de um trabalho mais amplo orientado pelas professoras Marrielle Maia e Isabela Ramanzini.O trabalho engloba a pesquisa,o tratamento das informações sobre o SIDH,sua relação com os países americanos e o esforço de produção de conteúdos sobre direitos humanos para a Internet que visam atingir um público alvo específico.A metodologia baseia-se em Campos(2000) que propõe técnicas para a elaboração de hiperdocumentos que levam em consideração o público para o qual o discurso é dirigido,as possibilidades dos meios de comunicação e avaliação do resultado.A justificativa está relacionada à relevância do SIDH para a região,por um lado,e o desconhecimento público sobre o importante instrumento regional de proteção dos direitos(HANASHIRO,2001).

Geraldo Henrique Romualdo de Miranda