Nota de repúdio à Polícia Militar do Estado de Goiás

A Associação Brasileira de Ciência Política vem a público manifestar o seu repúdio e indignação ao violento ato de agressão perpetrado pela Polícia Militar do Estado de Goiás contra o estudante Mateus Ferreira da Silva, aluno do curso de graduação em Ciências Sociais – Habilitação Políticas Públicas, e monitor da disciplina de Ciência Política, da Universidade Federal de Goiás.
Como deixam claro as diversas imagens divulgadas pelos principais veículos de imprensa do país, e amplamente difundidas nas redes sociais, tal agressão foi totalmente desnecessária e injustificável em quaisquer circunstâncias.
Mateus Ferreira da Silva é um exemplar estudante que, no dia 28 de abril de 2017, somou-se pacificamente à manifestação realizada no contexto da greve geral deflagrada contra as reformas previdenciária e trabalhista propostas pelo Governo Federal. Exercia, na ocasião, o seu direito fundamental de manifestação e de reunião, garantido no artigo 5º, incisos IV e XVI, da Constituição.
A ABCP solidariza-se com os familiares e amigos de Mateus. Espera uma breve e plena recuperação de sua saúde. Exige uma célere, contundente e efetiva apuração do crime que vitimou o estudante e a punição dos responsáveis por esse bárbaro ato de desrespeito ao direito de livre manifestação.