Ciência sob ataque - um balanço do primeiro ano do governo Bolsonaro

Através da sua presidenta Flávia Biroli, a ABCP assinou artigo, juntamente aos presidentes da Anpocs (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais), ABA (Associação Brasileira de Antropologia) e SBS (Sociedade Brasileira de Sociologia), na coluna "Faces da Violência", da Folha de S. Paulo, que faz um balanço do primeiro ano do governo Bolsonaro.

Com espaço aberto pelo jornalista Renato Sérgio de Lima, as quatro associações científicas de Ciências Sociais brasileiras chamam atenção para a contaminação do ambiente público por um discurso violento e anticiência, retórica esta que já produz resultados concretos, e que precisam ser revertidos.

"Como toda a ciência, as Ciências Sociais dependem de liberdade de pensamento e crítica para que se desenvolvam. Por isso, seu ambiente é, por excelência, o da democracia. Quando a democracia está sob ameaça, estão também os cientistas, o pensamento crítico e o próprio combate à violência. Lutar contra ela exige conhecer os mecanismos que a produzem, contribuição inegável das Ciências Sociais".

O artigo é mais uma sólida demonstração do compromisso dessas instituições com a ciência, a educação, a democracia e a construção de um país mais justo.

Clique aqui e confira o artigo completo.